26 de janeiro de 2012

#69



Ordenar as luzes e na sombra aprender a nomear

O aroma da sua pele, o silêncio do seu corpo. 

Deslocar a vida, pintar em teus braços serenos o céu, o sol e as flores. 

Amar o corpo perfumado de paz,

deslizando a voz entre seus ouvidos,

e dos delicados dedos sussurrar todas as cores.

Texto: Marcello Lopes